Landing Page e Site: Entenda a diferença

Muitas pessoas acabam confundindo o que é Landing Page e site e acabam considerando que um é sinônimo do outro ou que um está dentro do outro.

Por essa razão, neste post vamos desmistificar todos esses conceitos e vamos falar em detalhes o que é cada um deles e claro, quais são as diferenças.

Vamos lá?

 

O que é Landing Page?

Landing Page é uma página única que tem como foco levar o usuário que a acessa a agir de determinada maneira. Ou seja, esse modelo de página é focado integralmente na conversão.

Entretanto, a conversão nem sempre significa vendas, mas pode ser o acesso a informações relevantes sobre um usuário, transmitir uma mensagem ou mesmo conseguir um contato.

Mas, independentemente de qual seja o motivo dela, o objetivo final é influenciar na tomada de decisão do usuário e levá-lo a uma ação.

 

O que é site?

Um site é uma plataforma que oferece não somente a informação de um produto em uma única página, mas abrange diversos outros dados sobre o negócio.

Além disso, um site precisa ter sempre menus que são clicáveis e que devem informar:

  • Quais produtos ou serviços vendem;
  • Meios de contato;
  • Clientes que já trabalharam;
  • Cases de sucesso;
  • Blog, etc.

O foco de um site é conseguir apresentar tudo o que puder a respeito de uma marca para que o site tenha condição de ranquear e aparecer nos motores de busca como o Google.

 

Quais são as diferenças entre uma Landing Page e Site?

– Objetivo são diferentes:

A Landing Page tem sempre como foco converter a visita do usuário a sua página em uma ação, como falamos antes.

Portanto, se o usuário entra na página e não faz a ação, significa que a Landing Page não conseguiu atingir o seu objetivo final.

Não é por acaso que existe apenas uma página na Landing Page, justamente para o potencial cliente não perder o foco e comprar o produto.

Por outro lado, um site, apesar de gerar conversões, não tem em si, esse objetivo. Ele visa, principalmente, apresentar a empresa e se mostrar como uma autoridade no assunto.

Para isso ele precisa apresentar diversos menus para que o potencial cliente consiga navegar e a partir disso:

  • Entender com quem a empresa já trabalha, seus conteúdos;
  • Trabalhos já feitos e assim por diante.

A Landing Page não se importa com nada disso, o que ela quer é fazer a pessoa tomar uma ação e, assim, todos os seus elementos são feitos para isso.

 

– Quantidade de páginas:

Já falamos anteriormente e vale a pena mencionar novamente. Enquanto uma Landing Page é única, de única página, um site tem sempre mais do que uma página, variando sempre de acordo com as necessidades da empresa.

Portanto, se você está focando em uma única coisa e deseja que o seu potencial cliente se concentre no que você tem a dizer, então, o ideal é usar a Landing Page.

Por outro lado, se você quer mostrar diversas coisas para o seu potencial cliente, então é preciso utilizar o site, já que ele pode oferecer isso para o seu negócio.

 

– Etapa no funil de vendas:

Uma Landing Page está em dois momentos no funil de vendas, na hora de captar os leads, a partir de um contato ou, na hora de converter o cliente final.

Normalmente, a Landing Page não está dentro da hora de prospectar um usuário que ainda não conhece a empresa.

É justamente aí que entra o site, já que através do blog você consegue criar engajamento, mostrar o seu serviço e a partir de então usar uma Landing Page para oferecer um item grátis.

 

– Sazonalidade:

Quando você faz um site, você não tem interesse em tirá-lo do ar na próxima semana, certo? O intuito é dar vida a ele até que o seu negócio esteja aberto, de preferência então, a vida toda.

Por outro lado, a Landing Page pode ser tirada do ar a qualquer momento. Ou seja, ela não precisa ficar online a vida inteira da sua empresa.

Isso acontece porque os produtos que você oferta não precisam estar disponíveis sempre, mas sim de maneira periódica.

Esse tipo de ação é comum em cursos, onde a pessoa oferta um produto e depois de um tempo ele para de ser vendido, neste caso, a Landing Page sai do ar.

 

– Mensagens diferentes:

Quando você cria um site, o objetivo é transmitir uma mensagem específica, normalmente, focada em apresentar o produto do seu negócio.

Além disso, você se interessa por mostrar cases de sucesso, empresas que compraram do seu negócio e outros itens, sempre pensando em agregar valor à sua empresa.

Por outro lado, quando você tem uma Landing Page, o seu interesse não é em apresentar o negócio, se mostrar uma autoridade e colocar o potencial cliente em um funil de vendas.

Na verdade, a proposta é vender um produto ou fazer com que o cliente ou lead tome uma ação. Portanto, as mensagens transmitidas são diferentes.

 

– Resultados:

Por mais incrível que seja o seu blog, ele não será capaz de obter o mesmo resultado de vendas ou captar dados de clientes do que uma Landing Page.

O motivo para isso, é de fato, a questão da distração. Um site oferece diversos recursos, além de páginas para o usuário navegar.

Assim, ele pode se “perder” não focar na oferta proposta e no final, acabar não comprando o produto, já que acabou mantendo a sua concentração em outra coisa.

Por outro lado, a Landing Page é focada 100% em resultado. Isso não quer dizer que o foco seja as vendas, mas, qualquer ação.

De fato, os resultados tendem a serem melhores porque a empresa cria uma página, desde o design, cores e imagens para guiar o usuário até o CTA, que o levará a comprar um produto.

Inclusive, uma pesquisa desenvolvida pela Ascend2, apontou que a Landing Page consegue ter uma taxa de conversão 25% maior do que um site normal.

Ou seja, se você deseja conversão, foque então em criar uma Landing Page.

 

– Quality score mais elevado nos anúncios do Google:

Normalmente, as Landing Page tem uma performance muito melhor no Quality Score no AdWords que um site que cria anúncios.

Isso acontece porque eles são produzidos de maneira exclusiva, ou seja, a Landing Page é construída de forma estratégica.

Assim, são utilizados termos específicos, como palavras-chave que ajudam na conversão e no comportamento de busca do cliente em potencial.

Quanto maior for o seu Quality Score, menor é o custo por clique de uma página quando um lead clica nela.

Portanto, se você deseja obter um desempenho melhor no Google, o ideal é separar o produto dos demais e criar uma Landing Page especial.

 

– Identidade visual e poder de convencimento:

Já falamos sobre isso em um outro post, mas, um bom título e proposta que gere valor e tenha a ver com o leitor, tende a captar muito mais a atenção do que um site com diversas páginas.

Entretanto, uma boa imagem não basta, é preciso ter um design clean. Ao mesmo tempo, a página precisa ser confiável, profissional e a ver com a identidade visual da marca.

Apesar de um site ter identidade visual, o que o torna bem atrativo, ele não é feito para convencer o leitor a fazer alguma coisa.

Na verdade, o foco de um site é oferecer todas as informações pertinentes sobre o negócio e como ele pode ajudar o cliente.

Portanto, a estrutura está focada em apresentar a marca e seus produtos e não, necessariamente, um único produto.

Diante disso, o poder de convencimento não é o mesmo, já que o foco não fica rígido em algo específico.

 

Qual é melhor: Landing Page x Site?

Não existe uma resposta certa para essa pergunta. O uso dessas ferramentas vai variar de acordo com as necessidades e a estratégia da sua empresa.

Em algumas situações você vai poder usar eles juntos, claro, cada um cumprindo a sua estratégia.

Enquanto a empresa oferece seus produtos, por exemplo, a Landing Page pode oferecer um produto apenas em particular.

Esse tipo de comportamento é muito comum, principalmente quando falamos de Remarketing, onde a empresa recebe a visita do lead, mas ele não compra. Para incentivar a compra do produto ela faz um Remarketing usando Landing Page.

 

Entender a diferença de Landing Page e site é crucial para que você não os utilize no momento errado e vê a sua estratégia indo por água abaixo.

Portanto, avalie com cuidado cada uma das diferenças que mencionamos antes e assim, determine qual será a melhor opção para obter os melhores resultados.

Grande abraço e te esperamos no nosso próximo post.

Eduardo Torres
Eduardo Torres
Estrategista Digital e Designer Web especializado em Landing Pages, apaixonado por Marketing, Empreendedorismo e Tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2024 – Eduardo Torres | Curitiba Negócios 
Todos os Direitos Reservados.
CNPJ 39.146.323/0001-23

Eduardo Torres | Curitiba Negócios © 2024 –
Todos os Direitos Reservados.
CNPJ 39.146.323/0001-23

Gostaria de desenvolver
um projeto comigo?

Gostaria de
desenvolver um
projeto comigo?

Preencha o formulário abaixo e converse
diretamente comigo no WhatsApp
.

Preencha o formulário abaixo e converse diretamente comigo no WhatsApp. É rápido e fácil!