Landing Page: O que é e para que serve

Entender o conceito de Landing Page e a sua importância dentro de um funil de vendas é essencial para te ajudar a vender mais e prospectar mais leads.

Para isso, criei um conteúdo completo para que você possa entender tudo sobre o assunto e saber quais são os elementos básicos para ela se tornar completa e te ajudar a obter mais resultados.

Vamos lá?

O que é Landing Page?

Landing Page é o nome dado para uma página única que lead ou cliente é direcionar com o intuito de fazê-lo tomar uma ação.

Ou seja, a Landing Page serve unicamente para você levar o usuário até ela, apresentar um produto ou serviço e fazê-lo agir, gerando a conversão da visita.

Normalmente, essas páginas não contêm tantos elementos que uma página comum, de site, oferece.

A ideia é criar de maneira proposital, já que o objetivo, como falamos antes, é conversão.

Para que serve uma Landing Page?

A criação de uma Landing Page está diretamente ligada a ação do usuário que irá visitar a página. Ou seja, tudo é feito para que ele tome alguma ação após ler o conteúdo, ver as imagens, vídeos e assim por diante.

É bem verdade que nem sempre as Landing Page são criadas unicamente para vendas, sua aplicação é diversa, mas, em sua maioria, as empresas optam por criá-las, pensando em vender um produto.

Portanto, independentemente da ação, o objetivo da Landing Page é convencer o usuário a clicar no botão que levará ele a agir da maneira que se espera.

Quais são os tipos de Landing Page que existem?

Existem atualmente diversos tipos de Landing Page que podem ser utilizados. A melhor escolha é baseada sempre na estratégia do uso desta ferramenta. Abaixo, falaremos um pouco mais sobre cada uma delas:

– Página de Captura:

O primeiro modelo da nossa lista é a Página de Captura, um modelo bem simples de Landing Page.

O objetivo desta página é capturar os dados de contato de um potencial cliente. Esse contato pode ser:

  • E-mail;
  • Nome de telefone, etc.

A ideia com esses dados é fazer uma lista de leads e alimentar eles através dos dias e semanas para que no final, ele seja encaminhado para uma Landing Page de outro modelo.

Porém, para que a Página de Captura realmente funcione, ou seja, que consiga o contato do seu cliente, você precisa oferecer alguma coisa em troca.

Neste caso, precisa ser algo que irá agregar na vida do lead, seja de maneira pessoal ou profissional.

O material gratuito, por exemplo, é um dos modelos usados com o intuito de atrair essas pessoas e conseguir seus contatos. Com certeza, e-books e webinários são duas das opções mais comuns.

Assim, para conseguir acessar o conteúdo, o usuário vai precisar preencher o formulário com os dados.

– Página de confirmação:

A Landing Page é usada também para pedir a confirmação de um e-mail para o cliente, seja após assinar um serviço ou fazer um cadastro.

Provavelmente você já se deparou com essa página, pois, sempre que depois realiza um cadastro, ela aparece dizendo que você precisa acessar o seu e-mail para fazer uma confirmação e assim concluir o cadastro.

Esses modelos de página são sempre as mais simples possíveis, portanto, nada de exagerar caso se interesse por fazer uma. As orientações devem ser claras, para que as pessoas consigam seguir o passo a passo.

Além disso, essa página, apesar de ser simples, é fundamental, já que ela inibe pessoas que colocam e-mails falsos de acesso, em casos de não precisar de confirmação de dados.

– Página de vendas:

A Página de Vendas, por outro lado, é conseguir apresentar um serviço ou mesmo um produto, dentro de uma estratégia focada em oferta.

Neste caso, ele precisa colocar todas as vantagens e benefícios do produto para o cliente, deixando claro como ele pode transformar a vida do potencial cliente.

Além disso, é interessante criar uma seção de dúvidas apontando inseguranças frequentes para sanar desde o começo objeção.

Tudo isso deve agregar para que aconteça o que de fato fez você criar uma página de vendas, o lead querer clicar na sua chamada para a ação e ir para a página de compra, levando o produto.

– Página de Obrigado:

Outro modelo de página bem simples também é a Landing Page focada em uma Página de Obrigada, que é uma maneira de agradecer o cliente pela compra do produto.

Entretanto, apesar de ser muito mais famosa dentro do mundo das vendas, a página de obrigada serve para outras coisas também.

Na verdade, ela é muito útil para outros fins, como:

  • Depois de baixar um material;
  • Realizar uma inscrição;
  • Preencher um formulário.

O objetivo da Página de Obrigado é conseguir gerar empatia, gerando maior confiança e estreitando a relação.

Além disso, quando aplicada logo no início do funil de vendas, como no caso de o potencial cliente baixar um material gratuito, a Página de Obrigado pode indicar outros passos que ele pode gerar.

O que não pode faltar na sua Landing Page?

1 – Título (Headline):

Toda Landing Page, não importa qual é o seu modelo, deve ter um título, já que ele é um dos fatores mais importantes para a tomada de decisão do cliente.

Isso acontece porque assim que abrir uma página, as pessoas tendem a olhar as partes principais de uma página, dando uma “olhada geral”.

Esse tipo de ação, pode decidir em alguns segundos, se o cliente vai ou não continuar olhando a sua página e a partir disso, sim, olhar os detalhes.

Uma frase que gosto muito de dizer é: “você nunca vai ter uma segunda chance para poder passar uma primeira impressão”.

Portanto, aproveite a oportunidade e use títulos que sejam capazes de contribuir e gerar curiosidade.

2 – Cuide do visual:

Sim, o visual é um aspecto que você deve ter muito cuidado, pois, elas podem gerar o encantamento que a sua página precisa para ganhar a atenção do cliente.

Pode parecer loucura, mas, uma pesquisa desenvolvida apontou que 80% das pessoas são capazes de lembrar do que leem devido às imagens incluídas.

A ideia aqui é bem parecida com o uso de títulos. É essencial utilizar itens que ajude a chamar a atenção, para captar o foco de quem ainda está desatento.

Entretanto, é importante também que você use apenas imagens que tenham relação com o que você está abordando.

A propósito, as cores precisam ajudar a associar a sua identidade visual, isso fará com que o lead e lembre por mais tempo do seu negócio e da sua oferta.

3 – Frases de impacto:

É importante que você utilize textos nas suas Landing Page, mas, eles precisam ser breve. Além disso, é essencial que destaque as palavras importantes, mostrando o que pode ser feito.

O ideal é que os textos sejam mais como um complemento das suas imagens e frases, ajudando o cliente a ter suas dúvidas sanadas.

4 – Call To Action – CTA:

Por fim, não podemos esquecer do botão que levará o seu potencial cliente a ação, que é o CTA. Neste caso, ele deve estar presente em toda Landing Page que você deseja uma ação.

Onde ele estiver, ele precisa ser o destaque, ou seja, ele precisa estar além de qualquer elemento, com cor e qualquer elemento diferente, porém, ele precisa estar alinhado em cores, por exemplo, com a página.

Além disso, não existe um lugar específico que ele deve ficar, seja no começo, meio ou fim, em forma de pop-up ou fixo. Tudo pode ser testado e a partir disso você encontrar onde gera melhores resultados.

Por fim, não esqueça de colocar um texto no seu botão para chamar a atenção e não insira a palavra Download, mas sim algo que estimule. Frases como “quero vender mais”, “quero aprender agora”, “meu e-book grátis”, tudo isso agrega muito mais.

5 – Outros Elementos:

Além desses elementos básicos que precisa estar em TODA Landing Page, existem alguns elementos que podem ser inseridos em páginas específicas.

Se você vai captar dados, por exemplo, não pode não ter um formulário para isso, afinal de contas é ela que será capaz de fazer isso. Vamos falar um pouco mais sobre outros itens, abaixo:

– Setas e Motions:

Você pode utilizar recursos visuais mais interessantes, como é o caso de setas, motions e outros itens que chame a atenção do usuário para o que você deseja que ele veja.

É bem comum os olhos humanos focarem neste tipo de indicativo, principalmente quando é uma seta. Ele adora saber o que está sendo mostrado.

– Prova social:

É muito importante que você trabalhe com prova social, principalmente quando estiver vendendo um produto, pois, você coloca evidências que outras pessoas já compraram o produto e encontraram a transformação.

O ser humano também tem uma tendência a seguir o que outras pessoas estão fazendo, principalmente se ela tem a mesma dor.

Portanto, a prova social vai te ajudar a aumentar as conversões pelo simples fato de mostrar o que os outros estão falando a respeito.

Outras maneiras de utilizar esse item de maneira simples é mostrar o quanto de downloads foram feitos do e-book, por exemplo.

– Senso de urgência:

Por fim, não deixe de colocar na sua Landing Page o gatilho mental de urgência. Seja em unidade ou mesmo quanto tempo falta para você tirar do ar o e-book, o curso e assim por diante.

Esse tipo de ação é muito comum e é aproveitado até por grandes do varejo, como é o caso da Amazon, que limita o tempo para o cliente comprar o produto, além de mencionar a quantidade de unidades que tem.

Sites de reserva de hotéis também realizam esse tipo de trabalho e estimulam os clientes a comprarem mais.

Eduardo Torres
Eduardo Torres
Estrategista Digital e Designer Web especializado em Landing Pages, apaixonado por Marketing, Empreendedorismo e Tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2024 – Eduardo Torres | Curitiba Negócios 
Todos os Direitos Reservados.
CNPJ 39.146.323/0001-23

Eduardo Torres | Curitiba Negócios © 2024 –
Todos os Direitos Reservados.
CNPJ 39.146.323/0001-23

Gostaria de desenvolver
um projeto comigo?

Gostaria de
desenvolver um
projeto comigo?

Preencha o formulário abaixo e converse
diretamente comigo no WhatsApp
.

Preencha o formulário abaixo e converse diretamente comigo no WhatsApp. É rápido e fácil!